Mappin 2019: loja de departamento voltará ao varejo brasileiro com comércio eletrônico

Neste ano de 2019 o Mappin estará de volta com comércio eletrônico, e iniciativa é da Marabraz; entenda.

Não queremos ser deselegantes, mas você tem mais de 30 anos de idade? Se sim, certamente se lembra desse nome: Mappin. Isso mesmo! Você se lembra do Mappin? Ah, o Mappin. Dá aquela sensação nostálgica, não é mesmo? E o jingle, recordam?

Vamos lá: “Mappin. Venha correndo, Mappin, chegou a hora, Mappin, é a liquidação!” Uauuuu, até arrepiou!

Não sei vocês, mas lembrando aqui com meus botões, ir ao centro de São Paulo naquela época, aos sábados, e entrar na rede de lojas de departamentos Mappin, era um mega passeio, era divertido, e com certeza saíamos de lá com algum pacote ou sacola na mão. Oh, época boa!…

A grande notícia é que a rede de lojas de departamentos que fez história no Brasil, uma marca que já foi ícone, e uma das principais da cidade de São Paulo por muitas décadas, estará de volta em breve, porém apenas com uma loja virtual. Hoje em dia, a marca Mappin é propriedade da Marabraz, e pretende relançá-la no mercado digital comercializando produtos de cama, mesa, banho e decoração, desta forma divulgando a marca para atuar em todo o território nacional.

A volta à ativa deverá ocorrer no primeiro semestre deste ano como e-commerce, sem especificar uma data para a estreia da nova plataforma. Infelizmente, não há sinal de que essa ideia possa evoluir para a volta das lojas físicas da marca.

A Marabraz adquiriu a marca em um leilão judicial, em 2009, por R$ 5 milhões. Segundo declarações de Nader Fares e Abdul Fares, donos da Marabraz: “Estamos trabalhando para lançar o e-commerce com profundidade de sortimento em quase todas as categorias. Vamos entregar uma experiência completa e positiva, expandindo a marca para atuar em todo território nacional”; “Nosso plano sempre foi lançar o Mappin em um ambiente digital. O foco total nesse primeiro momento está sendo em ‘azeitar’ as operações no online e entregar os melhores serviços e produtos para os consumidores, e só então estudar a possibilidade de lançar a marca em outros formatos”, afirmam.

A história do Mappin

De origem inglesa, o Mappin chegou ao Brasil em 1913, e foi um dos pioneiros do comércio varejista de grande escala. O primeiro “Mappin Stores” foi inaugurado na Rua 15 de Novembro, no centro de São Paulo, no mesmo ano. Em 1919, a loja mudou-se para a Praça do Patriarca, ficando por duas décadas. E em 1939, uma nova mudança, porém definitiva, chegando a um grande prédio na Praça Ramos de Azevedo, também no centro de São Paulo – atualmente onde está uma loja das Casas Bahia.

A rede de lojas Mappin eram divididos por departamentos. As pessoas subiam e desciam por escadas e elevadores pelos andares do grande prédio. A loja mais icônica de São Paulo era um paraíso de compras da elite paulista e também um ponto de encontro. Atuando com lojas requintadas nas primeiras décadas de existência, a rede sentiu a necessidade de adotar um apelo mais popular. Na década de 1990, a rede passou por grandes dificuldades financeiras e, em 1996, acabou vendida para o empresário Ricardo Mansur. Entretanto, não prosperou. O Mappin foi à falência em 1999, com dívidas estimadas em cerca de R$ 1,2 bilhão.

Concluindo, este evento é mais uma prova que o marketing digital vem conquistando cada vez mais espaço no mundo moderno. #FicaaDica ????

Aline T Conceição Gomes

Author

Formada em Administração de Empresas com Ênfase em Marketing e Pós graduada em Marketing na Instituição Presbiteriana Mackenzie de SP. Social Media Strategist na Yes Marketing Digital. Profissional de marketing focada na qualidade dos trabalhos, visando melhorias no processo com simplicidade e objetividade.