Imagem_Espirito empreendedor_YesMkt
02/14 2017

Liberte o espírito empreendedor!

Dicas, atitudes e hábitos simples que levam a desenvolver o seu espírito empreendedor.

 
Hei você. Você mesmo! Você estudante, funcionário, até mesmo você que hoje está aposentado, o que acha de empreender? É ousado? Você tem tino empresarial? Boa! Afinal, ser uma pessoa empreendedora é o grande trunfo hoje em dia. Saiba que para ser um empreendedor é desenvolver suas habilidades todo santo dia! Vamos lá!

Quando o assunto é iniciar um negócio próprio, é preciso colocar na balança aspectos pessoais e profissionais antes de tomar uma decisão que exigirá habilidades múltiplas. Iniciar qualquer projeto, representa correr riscos e inseguranças, e isso irá impactar consideravelmente a sua rotina, suas finanças, sua vida.

Um negócio próprio logo vem em mente dinheiro. Mas saibam que o “dinheiro” tem que ser resultado de um bom trabalho, e não a principal motivação para empreender. Ou seja, segundo especialistas, antes de empreender, é importante uma auto avaliação de sua ideia, para que seja transformada em um negócio real. Empreender é um grande desafio, portanto, auto avaliar as capacidades e fraquezas, mantendo o pleno conhecimento da área em que planeja atuar, aliando na aposta do “fazer o que gosta”, diminui a taxa de insucesso.

O empreendedorismo é um conjunto de comportamentos e hábitos. Ser patrão de si mesmo, requer persistência e disciplina. Não existe fórmula mágica: não basta apenas ter uma boa ideia, é preciso entender o mercado, manter-se atualizado e ter um bom relacionamento com outros profissionais que tenham competências complementares às suas.

Reflita sobre tudo isso! Sua vida empreendedora resume-se em: modelar seu negócio, começar com pequenas, porém boas ideias, medir esforços, preparar-se para errar, se adaptar ao erro e consertar o mais rápido, e crescer, acima de tudo. Ah, outra coisa, é não esquecer que os negócios são feitos sempre de pessoas, do elemento humano. Ou seja, não se esqueça de sua vida e procure também manter boas conversas, sempre que puder, com seus funcionários e clientes.

Para dar um up a mais, uma maior motivação à sua nova empreitada, listamos aqui, antes de algumas outras dicas e orientações, dez características de um empreendedor de sucesso: busca de oportunidades e iniciativa; exigência de qualidade e eficiência; capacidade de correr riscos calculados; persistência; comprometimento; estabelecimento de metas; planejamento e monitoramento sistemático; busca de informações; persuasão e rede de contato; independência e autoconfiança.

Ufa! Sentiu a pressão? Vamos então conferir algumas dicas, orientações e hábitos que ajudam os empreendedores no dia a dia, a chegarem mais fácil no caminho para o sucesso de sua empresa.
1 – Aprecie o que você faz e gosta.
Divirta-se trabalhando. Quer pagar suas contas com tranquilidade, então faça o que gosta, tenha orgulho de realizar suas tarefas, e traga junto de si pessoas talentosas que farão diferença real na vida de outras pessoas. A construção de um negócio próprio é uma tela em branco que você irá preencher como se fosse um artista! Exige uma grande quantidade de tempo e trabalho duro. Os empreendedores bem sucedidos geralmente dedicam-se de corpo e alma ao negócio e acabam por ser especialistas no seu setor. Ou seja, é a máxima que prega 99% de transpiração e 1% de inspiração.

2 – Preze pelas boas e simples atitudes.
Segundo especialistas o empreendedor não pode e não deve “se enclausurar em seu computador”! Preze pelos rituais simples do dia a dia, como estar na empresa ou em seu home office desde cedo, dando exemplo aos seus parceiros ou liderados. Não fique preso atrás de uma mesa! Seja visível! Saia de sua cadeira, convide para um café, e converse com sua equipe ou colaboradores e até com clientes, sobre o negócio e sobre a vida. A troca de ideias faz parte da estratégia de mercado, e tenha sempre um laptop ou smartphone no bolso para anotar perguntas e boas ideias!

3 – Modele seu negócio.
Tenha um plano de negócios, um canvas ou um mapa estratégico. Qualquer coisa que lhe ajude a validar sua ideia passando por pilares importantes e vitais para a empresa existir.

4 – Tenha perseverança.
Dificuldades vão acontecer e estarão sempre presentes na vida do empreendedor. Portanto, não seja mais um na multidão: se a oportunidade é realmente válida, é hora de encontrar uma boa diferenciação. Por mais inovadora que sua ideia seja, a partir do momento que você entrar no mercado outras empresas com o mesmo perfil surgirão. Hoje em dia encarar a concorrência é fogo na roupa! E nessa hora vale lembrar que sobrevive quem sabe se fazer presente e trazer constantes novidades para o mercado. Persista, sempre!

5 – Seja prático.
Havendo problemas, não coloque barreiras ou se iluda com desculpas. A maneira mais rápida e simples de resolver divergências é ser prático e focar na solução.

6 – Aprenda sobre seu negócio.
Busque conhecimento sempre! Não importa se está no início do negócio ou já atuando em uma empresa própria. O mercado evolui, e você não pode ficar para trás: mantenha seu processo de desenvolvimento pessoal e aprendizagem ativos! Leia, estude, faça cursos sobre seu assunto. Hoje em dia o que há de mais fácil são opções de cursos de curta duração disponíveis na internet. Aproveite e aprimore-se!

7 – Ajuda é sempre bem vinda!
Por muitas vezes os pequenos empreendedores são solitários, e por tantas outras vezes enfrentarão decisões importantes que possam afetar sua vida e a de seus funcionários, parceiros ou colaboradores. Especialistas recomendam a busca de profissionais que possam trocar experiências, como mentores, conselheiros ou mesmo um coach. Um coach é um profissional que tem algo a acrescentar sobre aquilo que está vivendo, ou seja, um coach leva-o a refletir, chegar a conclusões, definir ações e, principalmente, agir em direção a seus objetivos, metas e desejos.

8 – Capacidade para planejar.
O empreendedor, independentemente da área em que atua, deve se planejar com organização para otimizar os resultados e minimizar possíveis erros. Ter a visão de onde está, onde quer chegar e o que é preciso fazer, criar planos de ações e priorizá-las dentro do negócio é imprescindível. A fórmula é: monitorar, corrigir e rever. Isso pressupõe que se avalie as melhores alternativas para alcançar seus objetivos estabelecidos durante o planejamento.

9 – Coragem de correr riscos.
Empreender é a arte de correr riscos! Em suma, o empreendedor é um entusiasta do risco. Realiza ações que podem gerar impactos positivos e/ou negativos, e a cada tentativa tenta aprender um pouco mais para melhorar os impactos positivos e reduzir os negativos. Não há negócio totalmente seguro, e é uma realidade dura. Quem faz essa escolha de vida deve estar preparado tanto para o melhor quanto para o pior.

10 – Criatividade na veia!
Ser criativo é um treino prolongado. Criatividade e empreendedorismo tem uma relação muito forte. Parecem pontos distintos, mas pare para pensar: um indivíduo criativo é alguém com bagagem de conhecimentos, certo? Onde houver conhecimento será possível inovar, pois o conhecimento é a matéria-prima das novas ideias. O empreendedor criativo se cerca de uma vasta gama de perspectivas e de experiências. Ideias criativas nascem de combinações nada usuais, dessa forma, procure buscar fazer algo diferente, que ninguém nunca fez. Busque soluções alternativas, quebre com os padrões convencionais. Não siga modelos prontos e formulados, foque no resultado desejado e pense em diversas alternativas para alcança-lo. E não desista tão facilmente, persista na procura por algo diferencial, único e benéfico.

É nesse sentido que ser criativo faz toda diferença para o empreendedorismo. Ela deve ser vista como uma ferramenta, que se usada constantemente lhe trará exclusividade e será o meio que o levará a uma posição de destaque. Existem sim pessoas que tem mais potencial do que outras. Então, depende de você, reúna suas forças e sua equipe e trabalhem com esta ferramenta diariamente!

 
Opa! Quanta informação, hein! E por último e tão importante é lembrar que muitas empresas falham e as melhores lições aprendemos com o fracasso. Não desanime nunca! Pois nesta vida, o que temos de chances para acertar, não dá pra contar nos dedos. 😉